A Primavera

A Primavera não é só o início de um ciclo que termina com o fim do Inverno, o aumento dos dias face às noites, o aumento enorme da duração do dia solar, o prolongamento do Sol em relação a uma diminuição enorme em relação à minguada Lua, o aumento paulatino da temperatura, uma tendenciosa diminuição da chuva, entre outras particularidades. Até porque antigamente, o início do Ano, em certa medida, começa com o Equinócio da Primavera, entre outras noções e princípios de astronomia e de astrologia que podem sempre interessar. Mas em termos poéticos podemos começar por declarar que a Primavera não é só o amanhecer alaranjado que vai aumentado a hora todos os dias, o desabrochar das flores e dos seus perfumes, o desabrochar de mais vida, o rebentar dos namoros e das folhas verdejantes, tal como uma época feliz para a criação de mais vida (e por isso a primavera é uma época excelente para nidificação), é algo maravilhoso ver o fogo que o Sol emana a circular pelos ares, tal como o cantar das novas vidas que vivem em cada minuto mais e mais tempo. É milagroso a perpetuação do tempo num alcance impar pela luz do Sol… Todos os anos peço que a primavera fique e nunca dê o seu lugar ao Verão, pois é lindo ver o aumento dos dias e da temperatura (o que só ocorre na Primavera.), pois o que mais de magnífico existe do que estes fenómenos que enunciei? Onde se pode contemplar a vitória do dia e do Sol face à noite? O Sol ainda meio dourado a vibrar pelos Céus, os aromas e os perfumes, tal como as cores floridas pelos Céus… Realmente tantos fenómenos e tanta beleza são ímpares e únicos, como tal merecem ser lembrados o resto do ano.

Comentários no Facebook