Ninguém nos ensina a sofrer

Bom dia, como está?

Certamente todos os dias somos confrontados com esta pergunta. Eu cá respondo quase sempre “Está tudo bem”.

Mas será possível que eu esteja bem todos os dias? Haverá algum dia em que nos sintamos bem a 100%? Pois, eu não acredito que seja possível. Todos nós carregamos a nossa história e com ela a nossa dor. Só nós sabemos aquilo que enfrentamos durante a nossa vida.

Eu sofro, mas em silêncio. Não gosto de partilhar os meus receios e anseios… as minhas incertezas e as minhas inseguranças… as minhas tristezas e as minhas angústias… apenas partilho aquilo que é bom e faço questão que todos saibam que estou bem. Acordo todos os dias de manhã e coloco a minha máscara sorridente para enfrentar mais um dia. Acredito que são muito poucos os que me conhecem realmente. Apenas dou a conhecer uma parte de mim.

Eu sinto e desespero… mas não, eu não quero transparecer a dor que sinto… não quero ser olhada como fraca. Quero que me vejam como uma lutadora e uma vencedora. Mas às vezes é tão difícil…

comoestas.png

Todos parecem saber mais sobre a minha vida do que eu própria… sempre a mandar palpites… sempre a criticar… Uma pergunta para eles? Será que vocês querem mesmo saber o que eu sinto, o que eu quero, o que eu preciso?

Para ajudar à festa, temos sempre a opinião de gente alheia, que está sempre pronta a meter-se na nossa vida… apenas porque não suportam ver os outros melhor… porque têm inveja… porque a sua vida é mil vezes mais aborrecida…

Chega! Parem de me criticar! Parem de tentar viver a minha vida por mim! Olhem para a vossa própria vida e tentem reparar os vossos telhados de vidro.

A vida é tão difícil, para todos nós, mas eu sei que vale a pena ser vivida. E acreditem que é nestes momentos maus que encontro a força necessária para me levantar e seguir em frente. Eu acredito que depois de uma tempestade vem sempre um dia de sol.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

O Amor Wabi Sabi - www.wook.pt

Comentários no Facebook