Publicado em 2 comentários

Limito-me a ser quem sou!

Quem Sou !

Hoje 3 da manhã, estou sem sono. Limito-me a ver o óbvio da pessoa que se tornou e a ver a diferença de a pessoa que me ama ou já me amou. Quem sou eu?

Tudo muda a vida mudou, eu mudei, e infelizmente tenho sempre alguém que não quer aceitar quem sou. Se sou fria é porque me fizeram assim, se sou doce não sou o suficiente para agradar a ninguém. Tudo parece que nada se desdém, nada se contém só ficam as lembranças e o além do que se tem.

Apaixonaste-te pela pessoa que eu sou, como és capaz de agora criticares quem eu era ou como sou, sempre fui a mesma a errar, a dar a valorizar quem realmente me amou, mas dói saber que para ti já não sou quem sou, que para ti sou mais uma pessoa que não sabe o que quer, como quer e onde quer chegar. Já paraste para pensar que não vale a pena criticar? Se queres ficar, fica, mas se não queres ficar, quem sou eu para te empurrar, para os mesmos caminhos que eu vou, quem sou eu para te levar para esse lugar que tu próprio darás a entender que tas farto de lá estar.

Pois é, se calhar é esse o mal estar cansado de tudo e acabar por sempre resmungar, ou mesmo resmungar por algo que sinceramente só faz pensar que tu já não és quem quer ficar.
Amigo tenho de dormir e não consigo, porque tu realmente metes-me em perigo é triste e eu não consigo dizer -te na cara tudo o que sinto. Se és tu que das a entender que não queres mais ficar, tu lá sabes onde queres mesmo chegar, mas eu continuo e podes ter certeza só mas a seguir o meu caminho como sempre o fiz.
Nesta madrugada eu só penso onde fica a estrada para eu ser realmente feliz.
Se eu te amo não vou ser eu que vou estragar a nossa raiz, pensa meu caro se eu sou aquela que sempre te remete a difícil como sempre o diz.
Se amas realmente não me peças perdidamente para te mostrar o meu perdão. Demonstrarei-te um dia quem realmente sou.

Publicado em 2 comentários

Quem é você?

Sabe quem é? Sabe qual é o seu talento?

O ser humano passa a vida a seguir o exemplo de felicidade dos outros, e muitas das vezes não chega a conhecer-se. O melhor exemplo são as pessoas que não sabem estar sozinhas, precisam sempre de alguém ao seu lado, que as acompanhe e as ajude a serem o melhor delas próprias.

Hoje vou focar o meu pensamento para todos aqueles que não fazem a mais pequena ideia do que andam a fazer neste mundo, que não sabem quem são. Começo por deixar aqui alguns testemunhos:

“É óbvio que sei quem sou! Sou uma enfermeira bastante realizada profissionalmente, casada e com dois filhos, que são a minha razão de viver.”

“Eu sou engenheiro informático e trabalho numa empresa fantástica. Gosto de música rock e de estar com os meus amigos, não perco um festival de música.”

“Sou jornalista e trabalho para um jornal e uma rádio, mas já estou um pouco farta deste trabalho. O que eu gosto mesmo de fazer é de cozinhar. Estou a pensar abrir a minha própria empresa.”

“Sou fisioterapeuta, casado e tenho um filho. Sou muito feliz. Mas a minha paixão são as motos! O que me deixa mais feliz é sair de casa sem destino.”

“Sou educadora de infância, namoro há 8 anos e agora estamos a planear casar.”

É irritante não é? Ver pessoas tão bem resolvidas que têm tudo para serem felizes. Não sente inveja dessas pessoas? Não gostava de se sentir assim tão confiante?

Quando olha para os seus amigos, familiares ou conhecidos, e para aquilo que eles conquistaram, é inevitável não se sentir assim. Todos nós sentimos alguma inveja, com certeza eles mesmos têm inveja de si. Enquanto esta inveja for saudável, é boa, porque o ajuda a ser um pouco mais competitivo e acaba por se esforçar mais para poder chegar mais longe.

No entanto, nem tudo o que reluz é ouro. Já lhe passou pela cabeça que a enfermeira pode ter essa profissão como segunda escolha? Porque não conseguiu entrar no curso de medicina? E o engenheiro informático? Talvez esteja à espera do amor da sua vida, para casar e ter filhos, mas parece que esse dia nunca mais chega. Quanto à jornalista, ela parece estar decidida a mudar de vida, mas talvez o receio de falhar esteja a levar a melhor… E o fisioterapeuta? Tudo parece correr bem, mas será que ele tem tempo livre suficiente para se dedicar àquilo que lhe dá tanto prazer (as motos)? Já a educadora de infância, parece ter a história de amor perfeita, mas quem sabe se ela acabará por se separar do noivo por descobrir que ele a traía? Não seria a primeira vez que o noivo (ou noiva) trairia o parceiro, mesmo no dia do casamento.

Parece que apenas apontei aspetos negativos, mas a moral da história é mesmo esta: Todas as histórias têm duas ou mais versões, e cabe-lhe a si decidir qual a que têm maior importância na sua vida!

Não há pessoas nem vidas perfeitas! A perfeição está na forma como sabe ser feliz com quem tem ao seu lado e com aquilo que alcançou ao longo da vida. Por mais que queira, não pode SER TUDO, não é verdade? Tem de escolher um caminho e encontrar a sua forma de ser feliz. E isso passa por saber aquilo que gosta, rodear-se de pessoas interessantes que partilhem os seus gostos e sonhos.

Por isso, antes de se rebaixar ou sentir que não é capaz de ser feliz como é, olhe bem à sua volta, recorde os seus feitos e as suas conquistas. Não queira ser mais uma cópia foleira do que há por aí, queira sim ser uma peça rara e exclusiva. Lembre-se que as pessoas tendem a definir-se por aquilo que têm ou fazem, dificilmente sabem quem são. Permita-se a conhecer-se melhor e a traçar o seu próprio caminho.

“O grande segredo de uma vida bem-sucedida é descobrir qual é o seu destino, e então realizá-lo.” – Henry Ford

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.