Publicado em 1 comentário

Momentos a escrever

Escrever

Existem momentos e ouve um tempo que eu não sabia o que escrever, mas doa a quem doer o meu povo, as minhas histórias eu não posso esquecer.
Escrever é momentâneo, grafar dá ânimo e sinto um alívio a cada espanto. Vou ser sincera convosco e vou dizer-vos que não é o meu encanto, mas é quando o stress eu não quero tanto, eu quero a minha vida benéfica e com recanto.
Redigir é diário, escrever é noticiário é descrever a nossa vida e nossos sentidos momentâneos. Não passo a vida a me dirigir, mas passo a vida a imaginar e a tratar o que quero descrever. Estes dias foi para esquecer realmente o que me faz feliz, mas voltei sem nada a perder. Voltei para fazer das palavras, frases que todos adoram conhecer.
Voltei porque quero relembrar a memória, voltei para relembrar os meus amigos e aproxima-los do que eu sempre acreditei e falei no “sentimentos &Emoções.
Ainda não sou nenhuma escritora mas quando escrevo, sinto um alívio, a minha dor desaparece, a coragem volta e acabo com a derrota. Ao escrever sei esclarecer tudo, os meus pensamentos, as minhas ideias, as minhas fantasias.

“Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida. A música embala, as artes visuais animam, as artes vivas (como a dança e a arte de representar) entretêm. A primeira, porém, afasta-se da vida por fazer dela um sono; as segundas, contudo, não se afastam da vida – umas porque usam de fórmulas visíveis e portanto vitais, outras porque vivem da mesma vida humana”.

Fernando Pessoa

 

Sinta-se nas nuvens e escreva algo que te vem á alma, algo que te escanta e algo que dê valor, imaginação e criação

Sinta-se realmente feliz!
252b07b5f1cb4864590f2baa4e317fb4

Publicado em 6 comentários

É urgente viver!

A vida dá tantas voltas!
Nem sempre sei de onde venho
Quase nunca sei para onde vou
Mas de uma coisa tenho a certeza
Vivi sempre por inteiro!
Aproveitei cada segundo, cada hora, cada dia
Como se o mundo parasse
E aquele momento ficasse para sempre marcado em mim.
Conheci tanta gente…
Partilhei imensas aventuras
Participei em tantas conversas
E chorei por tantas mesquinhices.
Fui agarrando todas as oportunidades que foram surgindo
Nunca disse que não!
Experiências boas ou menos boas,
Tudo foi importante para construir a pessoa que sou agora.
Fiz algumas amizades pelo caminho
Essas são aquelas que ficam para a vida!
Um, dois, três… dez anos depois,
Encontro cada um desses amigos
O sentimento é sempre o mesmo,
Parece que apenas um dia passou.

No entanto tantas histórias para contar
Uma imensidão de novidades para colocar em dia
Tanto para relembrar
Sorrir, sentir, reviver
A partilha de cada gargalhada,
cada conquista, cada alegria
E também de todas as lágrimas que ficaram por contar.
A vida é mesmo assim.
Um recomeçar continuo,
Uma corrida que parece não ter meta,
Uma montanha cheia de altos e baixos,
Mas a certeza de que vale a pena chegar lá a cima
E ver tudo de uma outra perspetiva
Todos os desejos, anseios, receios
Parecem tão insignificantes!
O que realmente importa?
Hoje estamos vivos!
Amanhã quem sabe…
Aproveita sempre o HOJE
como o PRESENTE que é a VIDA!
tempo-de-viver

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.