Publicado em Deixe um comentário

Necessito esquecer

ESQUECER É…

Esquecer é sofrer,

Esquecer é dor,

Esquecer é saudade,

Esquecer é tristeza,

Esquecer é melancolia,

Esquecer é duro,

Esquecer é apagar da memória os melhores momentos passados contigo.

Esquecer é morrer, assim, como recordar é viver.

Esquecer é o fim!

Esquecer corrói a alma.

Esquecer é impossível porque a dor passa mas a cicatriz fica lá.

Dizem que o tempo cura tudo mas é mentira.

Ele não cura nada, a gente é que finge que esqueceu.

O tempo apenas atenua a dor, a saudade e o sofrimento.

A morte em vida é pior que a morte física porque nessa tu sabes que a pessoa morreu e não há mais nada que tu possas fazer.

O afastamento é como uma morte só que aí tu sabes que ela está lá só que virou um estranho para ti, quando outra hora era o teu suporte.

Este deve ser encarado como um luto, porque é de facto uma morte também mas mais dolorosa porque a pessoa está vida e um dia deu-te todo e no outro tirou.

É das piores sensações que um ser humano pode sentir. Ter tudo e ficar de repente sem nada. Difícil é não enlouquecer com esta situação!

Às vezes um sim é pior que um não. Por vezes é melhor cortar de vez os laços afetivos do que te darem esperanças e no fim tirarem-te de novo o chão.

Seguir em frente sem olhar para trás! Pensar que um dia foste feliz como se fosse, no fundo, tudo uma ilusão.

Algumas palavras perdem-se pelo caminho, porque ficam por dizer. Por mais que queiras nunca consegues dizer tudo o que querias.

Há sempre algo que fica na tua mente porque a emoção foi tao grande que não conseguiste transmiti-la!

E se alguém te disser que algum dia te esqueci chora pois nesse dia eu morri. Contigo quero viver o passado e só contigo…

 

 

Publicado em 2 comentários

O sentido da vida

Sentido para a vida

Eu procuro um sentido para vida e acabo por perceber que a vida não faz sentido é muito melhor sentir do que entender, que é muito melhor viver do que ver a vida a passar.

Então, no meu diálogo comigo mesma acabo por entender que não preciso de sentido para viver, que vivo mesmo sem querer, e que mesmo sem querer, descubro o quanto é bom viver.

Não falo apenas de viver por viver, nem quero estar apenas a respirar. Quero sentir o meu coração bater, e cheirar o perfume das flores.

Quero também que o meu coração bata de emoção e de adrenalina. Não preciso de respostas, nem de explicações, nem de fórmulas e nem de conselhos, apenas preciso de determinação e o resto descubro eu por mim.

Eu não necessito de dinheiro, nem de fama, nem de elogios, porque sei o que sou e isso basta.

Eu não preciso de um dia de sol, eu divirto-me com a chuva. Não quero saber de tudo porque o que me dá forças para isso tudo é a incerteza e, consequentemente a busca por essas respostas.

Não tenciono fazer planos ou traçar metas, porque nunca conseguiria entender o que realmente quero.

Não preciso de modelos, de inspirações e nem pretendo ser igual a ninguém, quero apenas ser eu mesma, viver meus sonhos, cometer meus erros e celebrar as minhas vitórias. Eu não preciso de falsidade nem de hipocrisia, quero somente a verdade pois desprezo a mentira.

Eu não necessito de muito para ser feliz, pois consegui encontrar a felicidade nas coisas mais simples, e consigo ter paz só de ver o teu e o sorriso dos outros.

Não quero mais encontrar um sentido para vida e não quero mais tentar entender o inexplicável. Não preciso mais disso, pois já encontrei mais de mil motivos para viver!