Publicado em 6 comentários

Melhor vida é quando assumes o comando dela

A verdade melhor vida quando a assumes esta vida só é possível quando é discreta. Sempre me disseram que para ser completa ninguém precisa de saber o que me afeta. Seja lá o que o motivo que for, seja lá o que for ninguém deve levar o louvor de saber mais de ti do que tu. Se a palavra é prata o silêncio é ouro, sempre ouvi dizer isso por entre todos e é bem verdade .

A vida és tu que fazes, os segredos és tu que refazes, a vida é só tua e tu é que assumes o teu comando. Não olhes para aqueles que só encantam porque a vida é tudo menos um manto, onde fazes tudo com grande espanto e portanto, a vida é aquela que tu mesmo constróis e só tu podes permitir quem faz parte dela, mas a vida és tu que comandas nela.

Se te afeta, então não permaneças nela, muda, muda quem és se tiver de ser, muda até doer  porque nada faz mais permanecer que ter uma vida a doer. Dizer não não está realmente no meu coração mas o perdão para mim é como uma pequena oração. A vida que eu pouco faço não é concerteza em vão, eu também quero alguém que noite e dia me dê a sua mão, que exista para ser o meu abrigo, que exista nesta vida de perigo e que me traga mais do que merecido a vida que eu sempre procurei pelo caminho.
Por vezes não existe guia, por vezes estou completamente na minha vida, mas aí vem alguém e age  como se evencida, a menina que faz tudo pela vida, que nada ou ninguém pode parar se é por ela que eu pretendo lutar. Se é alguém que comanda a  vida esta sou eu!

“Ninguém se preocupa em ter uma vida virtuosa, mas apenas com quanto tempo poderá viver. Todos podem viver bem, ninguém tem o poder de viver muito.” Melhor vida é sem duvida quando assumes o poder dela.,Vida para quem se atreve a viver

Sêneca

Publicado em 2 comentários

Vem dançar comigo Amor

A dança do amor são dois corpos juntos que se sincronizam.  Ambos tem de saber dançar, pois não basta dançar um mas o seu conjunto. É necessário que haja a troca, que haja o olhar que haja o movimento e o brilho no olhar. Amo simplesmente dançar contigo e tudo o que me faz vibrar que o som do coração que pede enlouquecido, me tira os meus pés do chão e faz-me  voar até ao teu coração.

A dança não é só  um movimento súbito em gesto musical, é sim a concentração de um momento da humana graça natural. A dança não é só pisar o mesmo chão, é pairarmos perplexos e descobrir a nossa paixão. Esta é apenas mais uma canção, onde o cavalheiro conduz a dama para uma mera melodia numa única direção.

Adoro dançar de olhos fechados, adoro quando simplesmente mostras ser um homem apaixonado e mais adoro saber que ainda existe muita musica a dançar de um jeito alternado.

O vento passa cortante e frio e com ele vem a esperança e com ele vagando, em minha mente crio sonhos que a vida alcança. tumblr_mp70vn8Uy61rmrqceo1_500A dança do amor leva-nos assim a um caminho novo, da queda de um passo de dança que procura sempre um encontro para matar a saudade de um sentimento. De tudo fica sempre grandes coisas, a certeza que estamos num bom caminho, a certeza que estamos ainda a começar e a certeza que ainda temos muitos paços de dança para dar.

Contudo acrescentamos à dança, as luzes, a alegria contagiante no ar, a musica da moda a tocar e o momento mágico que sempre queremos aproveitar. A dança é assim, um ritmo que não tem fim, exato e claro, mágico e sensato, expressando a alma e aquilo que as palavras não conseguem expressar.

Dançar a dois é arte é magia é um sentimento a declarar, é simplesmente a conexão entre dois corpos e a improvisação daqueles que queremos amar. Para mim é mais um momento de expressar o nosso coração e é amar intensamente uma pessoa num brilhar. Ter alguém que nos guie e liberte neste guião é simplesmente  a demonstração é unicamente e subposta valorização da extração de um sentimento a assegurar.

“Quando aquilo que nos vai na alma transpira pelos poros da pele, acontece uma alquimia sublime: trata-se de poesia em movimento, é a linguagem universal da alma.
Chama-se Dança e vem do Céu!”

Lucilia Bahleixo

Follow

Publicado em 2 comentários

Escrevo o que sinto

Uma vez disseram-me para escreve, “escreve o que sentes só assim diminuis a tua febre de sentir” e aqui estou eu mais uma vez a escrever.
Rapariga de poucas palavras, com poucas atitudes, mas com muito saber, escrevo porque me faz bem, digo o que sinto, faz-me acreditar que existe em mim um grande ser percorrendo o meu instinto. Não, não eu não minto, apenas digo, apenas sucinto. Escrevo o que me vem na alma e o que mais me acalma, escrevo porque gosto, escrevo porque a vida ensinou-me a viver e assim terá de ser.
A escrita para mim é algo como um rio que desagua quente ou frio e que me dá a entender que é mais preciosa que eu mesma, que me dá um certo fastio. Medo, ai que medo que esta vida me dá e das coisas que poderão vir a ser. Eu sei que tenho de pensar, o positivo, mas é a única forma que eu sinto, e nada mais é o que pressinto, que uma vida cheia de vontades e gratidão. Mas cada vez que vejo a vida, esta ensina a dizer e escrever na escuridão.
No inicio escrevia apenas por escrever, ou porque me apetecia escrever, ou porque era a forma de me entreter o espírito que queria mostrar. Escrevia por impulso, escrevia por propulsão do meu consciente e entendi que escrever era um refúgio, uma única luz, ou um Vulcano sobre uma forja ardente e muito mais que trabalhar contente, é simplesmente a angústia, a dor, a certeza ou a liberdade que mostro a toda a gente.
Escrevo como um livro escreve uma história, escrevo porque digo tudo o que vem na alma, escrevo porque gosto de cantar quando estou só, escrevo porque ouço e escrevo para todos aqueles que gostem de me ouvir e para aqueles que me amam verdadeiramente como eu sou. Pois não existe razão melhor para escrever que um espirito de um ser para entreter e não existe melhor que escrever que um livro para ler.
Assim, escrevo o que sinto, não para ser escritor, ou muito menos jornalista, não saberei dizer se não para entender porque estou cá, porque vivo, porque amo ou mesmo porque sinto. Talvez escreva mesmo para perceber a natureza do homem e o que estou aqui a fazer, para que todos um dia percebam o que é bom dizer através das palavras o que um dia eu quis esclarecer, de uma forma sentimental, justa e verdadeira ou de algo que neste momento estou a viver.

Publicado em 2 comentários

Sou mulher perfeita não linda

A mulher quer-se interessante, perfeita não propriamente linda. A mulher perfeita é aquela mulher com personalidade e maturidade é aquela que todos procuram, todos se inquietam e é aquela que faz um homem perceber que ela não é simplesmente uma mulher bela, mas ,uma mulher que mexe com os sentimentos de alguém.  Todas nós devemos ser assim únicas, inteligentes, não usadas e ter princípios meios e fins.
A beleza é apenas o seu reflexo no seu conteúdo e é nisso que um homem realmente olha numa mulher, a mulher que não o deixa respirar, aquela que se deixa amar e aquela que tem ainda muito para dar, considera-se a mulher perfeita. A mulher perfeita sabe o seu lugar, sabe deixar saudade, a sua presença é bem notada não pelo o seu corpo, mas pela sua naturalidade, está presente em todos os momentos como sabe bem o que quer, como quer e o que merece ter.
A beleza pode simplesmente desaparecer, esta não dura para sempre chegando até a acabar. Quando a mulher é inteligente, misteriosa e poderosa a beleza é nada mais, que apenas mais uma qualidade.
Por isso eu digo que sou mulher perfeita não bonita, sou aquela mulher simples não vistosa, segura de si e dos seus princípios, sem medo de errar e muito menos de assumir os seus erros,sou mulher que tem objetivos, mulher atraente, espontânea que acredita na vida, nos seus limites e que luta todos os dias para ser feliz.