Publicado em 7 comentários

A sensação desperta o meu sentimento

Desperta Sentimento

Porque  sentimos o que sentimos e ficamos assim? Sem sentimento

Com um aperto no coração, sem sentimento, como se do nada ele quisesse acontecer e sair pela nossa boca. Desperta sentimento como o texto o diz, faz -me falar, faz-me chorar, e fazer-me uma impressão enorme de algo que quer sair do meu corpo.

Não consigo reprimir essa ligação que há em mim , essa força enorme que vem de dentro e me mata, sem qualquer arrependimento.

Em certos momentos queremos nos livrar deste mesmo sentimento. 

Existe a força, o alento que vai dentro, os neurónios que mexem cá dentro, e mesmo assim não conseguimos imaginar como resolver esta situação.

É sem dúvida uma sensação estranha, é um nó na garganta é um aperto no coração que não nos larga, não nos deixa fazer absolutamente nada, começa a cria dúvidas, factos que muitas vezes não acontecem.

Faz-me pensar que faço tudo errado, que nada dá certo comigo a não ser o que foi  passado, e que realmente eu sou o erro e este só existe em mim.

Isto será um envolvimento, uma razão ou algo da minha imaginação. Vivo esta história de facto, vivo e penso, se tenho o mundo inteiro por dentro  ainda existe uma razão.

Cansei desta vida, estou cansada de tanta mentira, tanta ilusão, mas será este entendimento a sensação que desperta o meu coração?

A verdade é que vivo que nem me aguento, por vezes é um tormento.

Sinto cada vez mais um aperto cá dentro que eu nem sei bem o que explicar!

Algo louco que toma minha própria ilusão.

Cansei de acreditar e só imaginar que um dia algo irá mudar.

Quero seguir cada minuto da minha vida a pensar em mim, quero fazer o meu próprio caminho.

Dizer a todo o mundo que o meu destino nada mais me vai parar.

Diante do caminho, eu sei que encontrarei um equilíbrio até ali um lugar tranquilo e longe de tudo.

A vida não para, mas a certeza é que nunca teremos a verdade se nesta vida não continuaremos a lutar.

A contentar um olhar, a pensar o quanto seria linda aquela história que um dia iremos contar.

Sim  os sentimentos irão despertar um dia o meu olhar.

Palpite esse que só de apurar um dia vai terminar.

 

Publicado em 4 comentários

Fosse tão fácil amar

Amar…

Fosse tão fácil amar como tanta gente ama

Fosse tão fácil sentir o amor
Como é tantas vezes fácil falar sobre ele

Fosse tão fácil ler o amor
Em cada olhar, cada sorriso, cada abraço
Como é facilmente descrito em cada romance

Fosse tão fácil entender o amor
Como tanta gente o entende,
O descreve,
O representa,
O vive…

Fosse tão fácil…
E aí não haveriam mais guerras no mundo.

Fosse tão fácil ceder a esse sentimento
Admitir a nossa própria fragilidade
Assistir ao nascimento desse amor
Assim que começa a falar e a dar os seus primeiros passos

Fosse tão fácil não cair em tentação
De abortar o rebento que teima em aparecer sem aviso
Sempre que o vemos brotar do fundo do nosso coração

Fosse tão fácil aceitarmos as nossas diferenças
Não sucumbir à sede de poder
À fome de ganância

Fosse tão fácil viver em comunidade
Desejar a felicidade do outro
Não se aproveitar da desgraça
E destruir tudo à sua passagem

Fosse tão fácil amar…
E qual seria a graça do mundo?

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Publicado em 3 comentários

Sempre como dois adolescentes

Adolescentes

Desde que te vi pela primeira vez achei que era para sempre, adolescentes, mas agora der-repente observo que nada é para sempre. Quando eu te vi pela primeira vez, não pensei imediatamente “vou amar este rapaz para todo o sempre”, mas agora que tudo passa e existe cada vez mais gente será que gosto de ti sempre?

Foi o fato de te ouvir, o fato de seres diferente que meia doente fiz-me ao presente. Não perdi tempo contigo e foi ardente .  Os teus movimentos, os teus lábios pareciam uma dança que eu já tinha aprendido antes e me tinha esquecido consequentemente.

Ao fim de alguns dias ou umas horas, tudo em ti me era familiar e era como se já te conhecesse desde sempre. E a apatia deu lugar ao entusiasmo. Lembro -me de ter olhado para as tuas mãos e ter achado que eras um homem mais quente. Aquele que me levava para lugares que só se via com sol poente.

Queria que esses dias não acabassem nunca . Que o sol decidisse tirar férias e as palavras nunca se esgotassem com o cansaço e o sono. Que nada nem ninguém estragasse o meu tesouro. Mas nada é como digo ou ouro, nada é como aquele dia que podias mudar a minha vida e declarar que  apesar de ter tentado não pensar que te podia amar para toda uma vida merecida, e por mais que eu tenha movido montanhas, silenciado tambores e desviado marés… a verdade é que não consigo evitar apaixonar-me por ti para sempre como sempre fomos dois adolescentes.

Publicado em 6 comentários

É urgente viver!

A vida dá tantas voltas!
Nem sempre sei de onde venho
Quase nunca sei para onde vou
Mas de uma coisa tenho a certeza
Vivi sempre por inteiro!
Aproveitei cada segundo, cada hora, cada dia
Como se o mundo parasse
E aquele momento ficasse para sempre marcado em mim.
Conheci tanta gente…
Partilhei imensas aventuras
Participei em tantas conversas
E chorei por tantas mesquinhices.
Fui agarrando todas as oportunidades que foram surgindo
Nunca disse que não!
Experiências boas ou menos boas,
Tudo foi importante para construir a pessoa que sou agora.
Fiz algumas amizades pelo caminho
Essas são aquelas que ficam para a vida!
Um, dois, três… dez anos depois,
Encontro cada um desses amigos
O sentimento é sempre o mesmo,
Parece que apenas um dia passou.

No entanto tantas histórias para contar
Uma imensidão de novidades para colocar em dia
Tanto para relembrar
Sorrir, sentir, reviver
A partilha de cada gargalhada,
cada conquista, cada alegria
E também de todas as lágrimas que ficaram por contar.
A vida é mesmo assim.
Um recomeçar continuo,
Uma corrida que parece não ter meta,
Uma montanha cheia de altos e baixos,
Mas a certeza de que vale a pena chegar lá a cima
E ver tudo de uma outra perspetiva
Todos os desejos, anseios, receios
Parecem tão insignificantes!
O que realmente importa?
Hoje estamos vivos!
Amanhã quem sabe…
Aproveita sempre o HOJE
como o PRESENTE que é a VIDA!
tempo-de-viver

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Publicado em 2 comentários

Deixem-me ser feliz

Serei eu capaz de criar?
Ou limito-me a copiar?
Ideias, sentimentos, rostos, paisagens
Serei eu um criador?
Ou apenas alguém que se limita a seguir os outros?
Estou louco…
Sinto-me enjaulado.
Não posso ser quem sou
Não consigo agir como sinto
Estou preso àquilo que esperam de mim
Cortam-me as asas; impedem-me de voar;
Querem-me agarrado ao chão
Com planos, resoluções, evoluções
À minha imagem? À imagem de quem nos criou?
À imagem de quem quer liderar, de quem quer que o siga?
À imagem daquele que achamos ser o nosso ídolo?
Deixem-me sentir, deixem-me viver,
deixem-me perder e ganhar,
Deixem-me falhar!
Não me apontem o dedo, não me digam o que devo fazer
O meu destino depende de mim
Passo a passo o meu caminho estou a construir.
Só eu sei aquilo que me faz feliz.
E eu quero voar!

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Publicado em 1 comentário

Se faz sentir faz todo o sentido

Sentir

já há muito tempo que não escrevo. Peço desculpa aqueles que nunca me atormentam, mas eu estou que nem me aguento. Sentimentos são o meu alento mas nem sempre o meu argumento. Por vezes sei o que escrever e escrevo, por outras vezes já não sei o que escrever nem muito mais o que virei a dizer e a sentir.

Este texto faz sentido faz, o que sinto então faz se não sinto deixo tudo  mais uma vez para trás.
Gosto de tudo que é palavras, gosto de contar a tudo e todos novas histórias e novas memórias, mas nem sempre sei andar nesta estrada, nem sempre sei nada,  é perder tempo sem nunca dizer uma só palavra.
O que estou eu a dizer, ainda não tenho a mão a doer de tanto escrever, vamos mas é para aquilo que interessa e que todos adoram ler!
Se faz sentir faz todo o sentido pois é o que pressinto por vezes quando sinto aquele desejo de voltar a escrever.
Uma vez li que uma frase que dizia “Se namora com uma mulher, mas não tem intenção de casar com ela, você ama a mulher de outro homem” e é verdade, faz sentido, tudo o que diz não é puro instinto, essa frase fez-me sentir  e fez-me acreditar que o amor verdadeiro existe no meu intuito.
Oh meu Deus se faz sentir que isto tudo é verdade porquê que eu tanto ainda insisto em ter um final feliz? Vivemos constantemente esse episódio é incrível como muitos ainda insistem nessa peça de teatro. A frase é uma parte de todos os namoros, casamentos, mas mais infinitamente para os sentimentos. E é nisto que vem o sentimento que faz todo o sentido, como o medo, o anseio, a angústia, o risco, a covardia, algo que vai acinzentar os nossos sentimentos, algo que vai existir e fazer desistir, num sentimento tão grande que é capaz de se esquecer de tudo o que fazes de raiz, capaz de apagar qualquer coisa boa, capaz de transpor alguma ideia a toa e de levar cada sentimento por uma canoa.
Mas e como se diz “se faz sentir faz todo o sentido” e nós temos de ser maiores que isso mais fortes, e por isso podemos superar esse mesmo sentimento e fazer muito mais que um compromisso e um começo como “amar”, amar está muito para além do medo do anseio, amar faz-nos esquecer tudo que é mau e causa receio, eu creio. Vida boa é uma vida mais cheia de significados, de prazeres e sensações.
É uma vida cheia de momentos que são só nossos e nos conectam com a gente mesmo.
Cheia de momentos de perder o fôlego.
É uma vida compartilhada com pessoas que realmente amamos e que nos amam de volta, na mesma proporção.
Motiva-te, cuida-te refletir coisas que fazem sentir, faz todo o sentido. Ao contrario é teimosia se perde o tempo perdido que já foi vencido.

Publicado em 3 comentários

Esperança de que um dia voltará!

outrora

Aquilo que outrora foi e agora já não é
Fosse sempre aquilo com que sonhei
Aquilo que vivi e senti
Foram apenas desvaneios do meu ser
Pudesse eu alguma vez saber
O que o futuro me iria trazer
Soubesse eu um dia
O que agora deixei de viver
Fosse outrora esse sentimento
Sim, esse, aquele que trazia dentro de mim
Que mói cá dentro,
Que corrói sem deixar vestígios.
Tudo foi, tudo passou, nada ficou
Para onde foi?
Será que um dia voltará?
Eu choro, desespero, desvaneio
Anseio, desejo, ambiciono
Imagino, idealizo, visiono
Algo… talvez isso!
Aquilo que outrora foi e agora já não é
O ser que cá viveu e que talvez pereceu
Para onde foi?
Aonde o encontro?
Tanta falta me faz…
Esperança de que um dia voltará!

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Publicado em 2 comentários

Limito-me a ser quem sou!

Quem Sou !

Hoje 3 da manhã, estou sem sono. Limito-me a ver o óbvio da pessoa que se tornou e a ver a diferença de a pessoa que me ama ou já me amou. Quem sou eu?

Tudo muda a vida mudou, eu mudei, e infelizmente tenho sempre alguém que não quer aceitar quem sou. Se sou fria é porque me fizeram assim, se sou doce não sou o suficiente para agradar a ninguém. Tudo parece que nada se desdém, nada se contém só ficam as lembranças e o além do que se tem.

Apaixonaste-te pela pessoa que eu sou, como és capaz de agora criticares quem eu era ou como sou, sempre fui a mesma a errar, a dar a valorizar quem realmente me amou, mas dói saber que para ti já não sou quem sou, que para ti sou mais uma pessoa que não sabe o que quer, como quer e onde quer chegar. Já paraste para pensar que não vale a pena criticar? Se queres ficar, fica, mas se não queres ficar, quem sou eu para te empurrar, para os mesmos caminhos que eu vou, quem sou eu para te levar para esse lugar que tu próprio darás a entender que tas farto de lá estar.

Pois é, se calhar é esse o mal estar cansado de tudo e acabar por sempre resmungar, ou mesmo resmungar por algo que sinceramente só faz pensar que tu já não és quem quer ficar.
Amigo tenho de dormir e não consigo, porque tu realmente metes-me em perigo é triste e eu não consigo dizer -te na cara tudo o que sinto. Se és tu que das a entender que não queres mais ficar, tu lá sabes onde queres mesmo chegar, mas eu continuo e podes ter certeza só mas a seguir o meu caminho como sempre o fiz.
Nesta madrugada eu só penso onde fica a estrada para eu ser realmente feliz.
Se eu te amo não vou ser eu que vou estragar a nossa raiz, pensa meu caro se eu sou aquela que sempre te remete a difícil como sempre o diz.
Se amas realmente não me peças perdidamente para te mostrar o meu perdão. Demonstrarei-te um dia quem realmente sou.

Publicado em 4 comentários

A mulher que sou!

Mulher

Não sou mulher perfeita, tenho defeitos e muitos, posso ser a mulher que queres e a mulher que não queres, nada depende de mim. Eu mudei, mudei porque a vida me fez assim. Posso até ser a mulher simpática, amorosa e amiga, mas sou muitas vezes também  a mulher chata, rancorosa e mística.

Sou mesmo a mulher que sou e não me arrependo de nada de lá chegar e  do que tudo me tornou.

No fundo eu cresci, amadureci, enfrentei a realidade e  vivi.

Amei pessoas que não deveria amar, umas não me deram o devido valor e assim deixei estar. Só fiz o que o meu coração mandou!  Tive de acordar, tive de viver, tive de assumir as minhas responsabilidades, tive de realizar todas as minhas vontades e tive de sonhar para chegar até à mulher que sou.

Se calhar não sou o que muitos estão a esperar que seja, mas também que assim o seja!

As melhores e claras decisões só partem de mim, e eu não gosto de mentiras, odeio que se metam sempre pela minha vida, sou mulher realmente perdida, porém que sabe o que realmente quer, nem que seja sozinha.

Não tenho medo de caminhar pelas árvores, não tenho qualquer medo de fazer e refazer a minha vida, apenas às vezes sinto-me a rapariga perdida, que vive sempre uma memória continua e esquecida.

Sinto que não tenho muito tempo, para esperar por algo que me faz realmente acreditar, sinto que o que levo daqui é nada, apenas os meus pensamentos, e principalmente, sinto que depois de muitos anos nesta estrada, se é aqui que quero ficar.

Foram só pedras jogadas pelo caminho.  E eu me tornei a mulher com pouca história para contar, com poucas anedotas para falar,  e com poucas conversas idiotas para acreditar.

 Eu só tenho a mim, sou como sou e o que os outros querem ver, mesmo tentando suportar cada dia que passa sem nunca esquecer a desgraça, de ser a rapariga que muitos ainda não viram a realmente a crescer.

Mas eu vou continuar, juro por Deus , amanhã  vou tentar ser alguém melhor.  Existem feridas que nunca cicatrizarão, os vazios  que nunca serão supridos, mas os sentimentos serão sem dúvida o que há de chegar do meu coração. Sou essa pessoa que sou e por esse sentimento  em vão ,  eu continuo sempre a ter de muitos uma grande opilação.

Não sou escritora, não sou poeta ou qualquer coisa sem fim . Não sou nada. Sou a mulher que sou e apenas tenho ideias. Se elas escorrem pelo seu pensamento depois que saírem de mim. Decida, o que fará com elas, se forem sempre assim. Eu cá serei a mulher que sou!

“Sou o que sou não sou nada do que eu mesma mulher *–*”

clarice

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.