Publicado em 3 comentários

Esperança de que um dia voltará!

outrora

Aquilo que outrora foi e agora já não é
Fosse sempre aquilo com que sonhei
Aquilo que vivi e senti
Foram apenas desvaneios do meu ser
Pudesse eu alguma vez saber
O que o futuro me iria trazer
Soubesse eu um dia
O que agora deixei de viver
Fosse outrora esse sentimento
Sim, esse, aquele que trazia dentro de mim
Que mói cá dentro,
Que corrói sem deixar vestígios.
Tudo foi, tudo passou, nada ficou
Para onde foi?
Será que um dia voltará?
Eu choro, desespero, desvaneio
Anseio, desejo, ambiciono
Imagino, idealizo, visiono
Algo… talvez isso!
Aquilo que outrora foi e agora já não é
O ser que cá viveu e que talvez pereceu
Para onde foi?
Aonde o encontro?
Tanta falta me faz…
Esperança de que um dia voltará!

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Publicado em 4 comentários

Antes de encontrar o amor

Sempre fui egocêntrica, fria e meia orgulhosa, eu diria que sempre procurei não precisar de ninguém, talvez até seja um defeito meu, ou mesmo uma grande qualidade … Enfim,  nunca fui atrás de nada nem de ninguém e muito menos para encontrar os meus pertencentes. Mas, existe um dia que tudo muda e eu precisarei de alguém. Destas poucas palavras ditas, quero mostrar-te realmente quem eu sou agora e dizer te  que se eu te procurar, significa que tu és realmente importante para mim.

Antes de encontrar o amor as pessoas fogem das suas emoções e não sabemos que muito do nosso bem estar, está ligado a elas e à forma como lidamos com os nossos sentimentos, como, também, nas atitudes que tomamos em determinadas circunstâncias. Antes de encontrar o amor vem o medo, o anseio, a angústia e temos realmente medo de amar porque o amor é mesmo isso a insegurança.

tumblr_m8ia8c30UV1rbqkcoo1_500_large

Antes de podermos amar, começamos por ter medo do sofrimento, medo de ser fraco, por perder, por falhar e vivemos numa sombra de sentimentos a se quererem expressar. A pessoa tem a naturalidade de sair, correr, tentar escapar e faz de tudo para se libertar mas depois não tem como se salvar. Sentimos algo mais forte que nós mesmos, algo tão duro e sacrificável e difícil de deixar .

O amor é veneno é algo que nos pode mudar, algo que não nos deixa respirar, é a convicção é a emoção e nada nos pode realmente afastar. Mas não devemos tentar sair ou mesmo demolir, devemos ser diferentes dos outros, devemos ser nós mesmos e encontrar alguém que goste de nós como realmente somos, pelos nossos defeitos, pelas nossas qualidades, lembrando que existe uma razão para tudo isto acontecer, e essa razão está na nossa emoção de sentir e na nossa emoção de viver.

“Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade”.

Georges Bernanos

 
Copy-of-Learn-to-code-728x90 (1)