Publicado em 2 comentários

Os textos bonitos

Que se extinga a poesia sem sentido, que se apaguem os textos bonitos e subjectivos. Eu prefiro escrever um texto feio e objectivo e que exprima o que me vai na alma do que um texto com muitas palavras sem o mínimo de conteúdo. Mais vale um texto com poucas frases mas de qualidade.

Seguir em frente

Quanto a ti, só te tenho a agradecer, o sofrimento, o desprezo, a falta do merecido valor e o ódio que tens por mim.

Neste momento, por ti apenas sinto mágoa e raiva. A idealização que tinha de ti desapareceu no dia em que descobri o que fizeste.

Agradeço-te pela tristeza que me causaste, fazendo-me chorar todos os dias e matando-me por dentro, deixando-me no fundo de um poço que parece não ter fim. Agradeço-te os danos causados na minha alma.

Agradeço ainda a desilusão e a forma como me tirares os sonhos, pondo-me assim na dura realidade.

O primeiro amor nunca se esquece e a sua consequente desilusão também não. Por esse motivo custa-me falar de ti.

Apesar de tudo, contigo aprendi muitas coisas. Sim, também houveram coisas boas. Pena que as más tenham prevalecido. Talvez pelas nossas diferenças ou pela falta de respeito por elas. Não da minha parte, mas sim da tua.

Com certeza irei encontrar muitas outras pessoas pela frente mas tu marcaste-me para sempre. Fazes parte da minha história de vida. Digo isso porque é o que sinto, é o que penso. É o que escrevo.

No entanto, a vida segue adiante e não vale a pena continuar a olhar para um passado que não terá futuro.

Independentemente dos momentos vividos entre nós a vida continua e esses não passam disso mesmo. De meras recordações ninguém vive delas, portanto há-que seguir em frente. Esta é uma exigência fundamental que deveremos cumprir! Deixar o passado para trás e seguir em frente!

 

 

Publicado em 18 comentários

Minha vida uma falha!

Pois é meus queridos amigos nossa vida, ou minha vida é simplesmente uma falha.

Não é nenhum conto de fadas, como nas histórias de encantar.

Porquê ?

Porque vivemos sempre na esperança de encontrar o melhor caminho a seguir.

Conto isto, nesta estrada não há mais nada que a desgraça, e o conto de fadas, [ só falta o príncipe encantado 🙂 ] isto porque não existe nada se não as pedras no meu caminho. Assim será o meu destino, e eu não quero acreditar. Quero ver tudo para além do mar, só quero o meu mundo e o dos outros o seu bem estar.

Mas a vida ensina-nos a pisar erros e o que para além de nós um dia queremos mudar. Vida é um “conto de falhas” como se diz e para além do silêncio esta não me diz absolutamente nada. Vida difícil esta que eu não sei onde vou chegar.

Tenho tanto ainda para viver e contar e não sei nem acredito em cada olhar. As pessoas são o que menos esperamos neste mesmo mundo, cada vez é mais impossível acreditar. Mais tarde somos nada mais, nada menos, que meros abutres ou meras sombras, que só estamos cá por estar.

Tenho medo do que pode acontecer, não quero realmente ceder a esta angústia, a estas cinzas e a este mal estar. Quero sim, acreditar que isto um dia vai melhorar, nada falha se tivermos bem connosco mesmos. Mas será esse mesmo o segredo?

Que faço eu neste pensamento, se a vida não é mais nada que um enredo, um momento, uma passagem, uma historia e um conto para eu declarar.

Vida difícil esta que a cada instante é só defeitos, temos mais uma estrada a percorrer, mais uma desgraça para contar ou recorrer? Se for para doer que seja agora não depois! Eu terei sempre os mesmo deslizes para contar, as mesmas anedotas para reaver, os mesmos momentos para antever e claro  as muitas histórias para propalar.

Sou muito nova para rever, tudo que já passei.  Que vida é esta que eu já amei,  já cuidei e já me desafiei ?

Tudo foi por água abaixo, como caísse tudo ao chão.  Enfim é sem dúvida alguma, tudo que eu nunca imaginei em vão e para dizer tudo, nada mais a declarar tenho a dizer mais uma coisa. Que vida madrasta eu estou!

A vida é decepção, a vida é ingratidão, vivemos cada vez mais com pessoas desagradáveis, vivemos em diferentes sectores e em cada nível de vida. As falhas e os fracassos são cada vez mais tangíveis , transponíveis, outros não.

Contudo acredito, que nenhuma falha é para o resto da vida.  Dizem que quando chegamos ao fundo do poço, subimos uma escada e quando se fecha uma janela abre-se uma porta. Por isso, temos de acreditar nisso mesmo .

O conto de fadas insiste no “Felizes para Sempre” e o Conto de Falhas no “que é eterno enquanto durar!”

Então digo, insiste, persiste e nunca desista do que te faz realmente feliz.

A vida que eu escolhi